Slide

Produtos Bioré - óleo de limpeza, esfoliante e removedor de cravos

Olá! Hoje o post tem 3 produtos da Bioré, uma das marcas japonesas de cosméticos mais prestigiadas do mundo.
Eu a conheci há uns anos por conta do blog Coisas de Diva, mas fui experimentar algo de fato, só ano passado, porque era bem difícil encontrar aqui, tinha que pedir para alguém trazer de fora, ou comprar já com valor importado.
Hoje vou falar de: esfoliante, óleo de limpeza e adesivo de cravos.

Conheça os produtos

Dois deles minha irmã trouxe da viagem que ela fez para Europa, comprou na Holanda, o que explica essa língua estranha na embalagem, que é o Bioré Baking Soda e o Bioré Pore strips com carvão.
Já o óleo de limpeza eu comprei aqui no Brasil no festival do Japão, porque eles vendem na Drogasil e Droga Raia, mas eu nunca consegui encontrar.

Bioré Baking Soda, Bioré cleansing oil e Bioré Pore stripes | (Imagem acervo pessoal)
Agora vou falar o que achei de cada um individualmente, assim já facilita para vocês entenderem os produtos.

Bioré Baking Soda (esfoliante)

Este pozinho bem fininho que você não dá nada, e que realmente lembra bicarbonato de sódio (baking soda) é um esfoliante maravilhoso. Ele e as tiras de cravos são da linha Liberte seus poros (free your pores) da Bioré. 
Detalhes do Bioré Baking Soda | (Imagem acervo pessoal)
Ele me lembra o Dior Hydra Life, que é um pó esfoliante também, super fino. Para usar você pode misturá-lo com seu sabonete de limpeza e fazer movimentos circulares por todo rosto, ou então molhar as mãos, aplicar uma quantidade pequena e esfregar uma na outra para fazer uma massinha, e então ir aplicando no rosto.
Eu gosto de usar junto com o sabonete de limpeza, no frio faço uma vez por semana a esfoliação facial, mas quando está calor eu faço até duas, e isso depende muito do tipo de pele - a minha é normal a mista.
Gostei muito porque o cheiro é suave e você usa muito pouco produto e não irrita a pele na esfoliação, notei que os cravos com pontinhos pretos clarearam e a pele fica mais macia e livre de células mortas - suor, resto de maquiagem, resto de protetor solar.
Infelizmente ainda não tem como comprar no Brasil pela marca, mas fica a dica para quando vier.

Óleo de limpeza Bioré

Eu vi algumas blogueiras receberem kits com o óleo de limpeza, sérum de limpeza e gel de limpeza, que são os 3 produtos disponíveis por aqui. Vi gente usar e dizer que não funciona, que não era tudo o que elas esperavam, e vim dar a minha opinião sobre isso.
 
Detalhes de uso do Bioré óleo de limpeza | (Imagem acervo pessoal)
 Primeiro, por que uma marca faria o mesmo produto (limpeza de pele e demaquilante) em três versões diferentes? Bom, porque cada pessoa tem um tipo de pele diferente
Então, o veículo - gel, sérum e óleo - faz a diferença na hora de usar, mas todos eles funcionam sim, você é quem precisa entender sobre sua pele para saber qual é o melhor.
Como já faço a rotina de beleza coreana, em que lavo o rosto 4x ao dia - 2x com óleo - optei por seguir com ele, e funciona maravilhosamente bem.
O sérum tem mais hidratação ideal para pele sensível e seca, e o gel é para ajudar para quem tem pele oleosa, entenderam?
 
Eles retiram a maquiagem pesada usando água morna (sugestão de uso no banho), mas você tem que aplicar uma quantidade na mão e ir massageando o rosto até derreter a maquiagem e a água morna retirar tudo. Tem gente que diz que  não funcionou, pois se sobrou maquiagem ainda, repetir o processo não é proibido.
O cheirinho dele me lembrou maçã verde, usei menos quantidade do que uso do The Body Shop, achei mais fino e derreteu melhor na água em temperatura ambiente, a pele ficou muito, mas muito macia.
Paguei R$62,30 na feira, mas na Drogasil ele é um pouco mais caro por R$62,99, mais o frete. Tem sim em loja física, mas tem que dar sorte. 

Bioré pore strips (adesivo)

Este é um produto que muitas marcas já estão produzindo, mas não tinha usado a versão da Bioré, a última que usei foi uma máscara preta da Avenca que fez até depilação na sobrancelha na hora de tirar, rs.

Detalhes de aplicação do adesivo | (Imagem de acervo pessoal)
O adesivo não lembra papel, mas tecido. Ele é molinho ao aplicar, mas quando entra em contato com a pele úmida, ele fica mais firme.
Você espera de 10 a 15 minutos e remove gentilmente, se sobrar algum resíduo eles recomendam tirar com o sabonete de limpeza facial.
Dentro da caixinha vem 6 adesivos, achei até que bastante, geralmente vendem unitário no Brasil ou com embalagem de 3 apenas, como os da Ricca.
 Fiquei 15 minutos com o adesivo e até mostrei no meu stories (segue lá @vsusaki) e deixei nos destaques, e ele removeu os cravos mais profundos! Super aprovado! :D
 Tive mesmo que remover o restante do produto com sabonete, mas saiu fácil e não arrancou a pele.

E como disse antes, não sei dizer os preços dos dois produtos da linha Free your pores, porque foi minha irmã quem comprou, mas numa breve pesquisa pela internet no Ebay vi que os adesivos estão na média de R$30,00 e o esfoliante R$45,00.
Também usei o protetor solar deles, mas não quis fazer resenha porque já faz um tempinho.

Gostaram das indicações? Já experimentaram outros produtos da marca? Contem para mim.

Meus looks do Instagram

Oi gente! para quem está com saudades dos meus looks do dia, vi, mostrar 3 que postei no Instagram nessas últimas semanas, e se você não me segue é @vsusaki.

Nem sempre dá para fazer fotos legais para o blog, então eu posto direto no Instagram, e hoje vou falar os créditos e onde usei, assim vocês têm ideias também de onde e como usar. ;)

Look julino

Meus amigos fizeram uma festa julina na casa deles, e o dia estava aquele frio parado, mas calor andando, por isso quis algo que lembrasse as comemorações (xadrez e couro) mas, que me permitisse desconstruir caso precisasse, por isso usei tudo aberto.

Look junino com camisa xadrez e jaqueta de couro | (Reprodução @vsusaki)
Para fechar o look usei botinha preta, antes achei que ia ficar estranho com a jaqueta marrom, mas no fim, ficou uma combinação ótima.

Jaqueta: Ellus
Camisa xadrez: Hollister
Camiseta branca: Youcom
Calça: 7 for all mankind

E vou ficar devendo a bota e a bolsa, que não são de marcas muito conhecidas, então não lembro de cabeça.
 
Look camiseta rosa
 
Fui almoçar com uma amiga e ela estava com uma camiseta rosa com a palavra HER em paetês, simplesmente linda, mas quando fui comprar a mesma peça na promoção, ela esgotou em minutos. Então, encontrei esta alternatina na Renner escrito FLEUR.
Usei com calça boca flare e tênis para ir comer coxinha e tomar caipirinha no Veloso, bem leve e despojado.
Look com camiseta rosa antigo e calça flare jeans | (Reprodução @vsusaki)
Também dá para usar com sandália, achei na verdade essa camiseta super versátil, e o tecido dela de viscose é muito bom no corpo.

Camiseta rosa: Renner
Calça flare: 7 for all mankind
Tênis: Adidas Superstar

Look com jaqueta vermelha

Lembram deste post? Falei da marca da minha amiga e fiquei apaixonada pela jaqueta, acabei ganhando de presente de aniversário! E tenho usado com tudo o que posso, jeans, calças esportiva e até vestido.
Neste dia eu fiz o clique na rua para mostrar bem o tom vinho dela no veludo, e ela é forrada, ótima no inverno com outras blusas, ou só com camiseta no clima outono.
Look com jaquetas vermelha | (Imagem acervo pessoal)
Usei este look para ir tomar café com meu namorado lá em Taubaté, depois fomos passear no shopping. 
 
Jaqueta bomber: Mia Store
Calça jeans clara: 7 for all mankind
Camiseta listrada: Zara
Óculos escuros: Rayban
 
E de qual look vocês mais gostaram? Faço tudo para usar roupas confortáveis e poder combinar com várias peças que tenho. Calhou que tudo foi com calça jeans, mas vou tentar tirar fotos quando uso calças em outros tecidos. Aproveita e me dá uma força me seguindo por lá!
 
 




Biocolor tons de vermelho

Oi gente! Hoje o post é expresso, resolvi escrever algo rápido e útil, do que ficar mais tempo sem escrever. 
Desde 2017 eu vi que tons de vermelho me caem bem, e descobri que o meu ideal é o loiro acobreado. Mas, quem tinge o cabelo de vermelho, em qualquer tonalidade, sabe que ele desbota muito fácil.
Neste ano, em janeiro, eu fiz mais luzes com tinta vermelha mesmo e descolori um pouco mais o cabelo, para que as mechas pudessem mostrar melhor. Desde lá, uso tonalizante a cada dois meses mais ou menos, para reavivar a cor.

E hoje vim falar do tonalizante Biocolor tons de vermelho, que paguei a incrível quantia de R$10,90 e ele fez o milagre em 5 minutos.

Tonalizante Biocolor tons de vermelho em 5 minutos | (Imagem acervo pessoal)
Eu usava uma cor chamada Caramelo da Casting Creme Gloss, mas a bendita saiu de linha, foi por isso que resolvi ir atrás de outras marcas. Em abril cheguei a usar a Keraton Blorange, ficou lindo, mas a cor mal durou 3 lavagens, e pelo preço não achei que compensasse usar de novo.
Pesquisei um monte pela internet e não vi resultados de mechas sendo retocadas em loiro acobreado, então resolvi arriscar esse tonalizante da Biocolor, porque se desse errado, sairia rapidinho, como foi o anterior.
Mas, ele me surpreendeu. Vejam o antes com o cabelo desbotado, e o depois com uma lavagem de cabelo incluída:
ANTES e DEPOIS | (Imagens acervo pessoal)
Pode até parecer que não mudou muita coisa, mas o vermelho ficou sim mais intenso, tanto que o cabelo deu uma leve escurecida. Ele promete uma duração de 20 lavagens acho, mas nenhum dura isso, ainda mais para quem tem que lavar os cabelos sempre por serem oleosos.
Eu ainda utilizo xampu sem sal, mas achei que ele durou quase um mês sem eu achar que estava mais loira sem cobre algum.
O que me surpreendeu foi: apenas 5 minutos!
Ele é vendido como realce de cor, como banho de brilho. Gostei bastante do resultado e vim mostrar para vocês. O próximo que vou testar é a Soft Color, e daí decidir se sigo retocando com a Biocolor ou com a Soft Color, por questão de custo x benefício.
E vocês, já tinham usado alguma tintura ou tonalizante desta linha? Contem!
Aproveita e me segue no Instagram @vsusaki.

Aprenda o real motivo de querer emagrecer

Oi gente! O post de hoje está sendo pensado e repensado tem uns meses, e resolvi dizer a vocês o que estou fazendo e por quê estou fazendo para conseguir emagrecer, mesmo já sendo magra.
Não quero que o post seja polêmico, mas sim, explicar o motivo de eu ter optado por esta mudança na minha vida, já que quando mostro que estou treinando sempre ouço: - mas, você já é magra!
Tapete Yoga Mat fechado, pronto para transportar | (Imagem acervo pessoal)

Sou magra e tenho gordura localizada

Ser magro é muito relativo, já que o peso da balança soma tudo o que temos: ossos, massa visceral, gordura, músculo e dependendo do local em que nos pesamos e horário, nossa roupa e demais refeições. Ou seja, o peso que a balança mostra, nem sempre é sinônimo de um corpo bonito, mesmo que ele esteja dentro do tal do IMC.

Eu parei de fazer academia em 2013 porque sentia dores que ninguém descobria o que eram, até operar em abril de 2015 de uma hérnia inguinal não desenvolvida. Nesse intervalo de tempo eu tentava caminhar, mas não mantinha a mesma rotina e fui ganhando peso, mas não sentia diferença nas roupas, então meio que ia deixando de lado.
Fazendo pose de prancha | (Imagem acervo pessoal)
Até que comecei a notar em 2016 que qualquer excesso que eu fazia como uma pizza ou hambúrguer me fazia reter líquidos e eu levava até duas semanas para estabilizar o peso, e fui atrás de uma nutróloga, já pesando 2,5 quilos a mais de quando tinha parado a academia. Só que o problema do metabolismo era: eu estava sedentária demais, e mesmo magra, olhava para meu corpo e via que já não era mais o mesmo.
Até que em 2017 eu estava com 8 calças e apenas 2 entravam, então resolvi que era hora de mudar de vez. Que a gordura já tava tão localizada que era fácil de notar, e eu estava infeliz.

Porém, não existe exercício físico ou dieta específicos para perder gordura apenas em uma parte do corpo, para isso é preciso emagrecer o corpo todo, e isso me fez pensar em sair do sedentarismo de vez.

Como você acumula gordura

Neste processo aprendi que as pessoas acumulam gordura de forma diferente, assim como o formato do corpo (ampulheta, triângulo invertido, triângulo, quadrado ou circular) influencia na moda, isso também diz muito sobre como é sua estrutura física.
Usando caneleiras para fortificar as pernas | (Imagem acervo pessoal)
Na minha família por parte oriental, a maioria engorda nos braços, depois barriga e quadril, mas eu puxei a parte ocidental do meu pai e todo meu excesso vai para quadril e pernas - comprovado também pelo exame de bioimpedância feito na nutróloga.

É fundamental que você conheça seu tipo de corpo, pelo menos onde você costuma acumular a gordura, para focar mais nos exercícios. E detalhe, geralmente onde acumulamos mais é o último lugar em que emagrecemos. Fuén.

Mova-se!

Eu não queria ficar dependente de sair de casa e pagar academia, pilates, ou qualquer atividade física pelo resto da vida para emagrecer e me manter em forma. Li em vários lugares que o importante para abandonar o sedentarismo, inclusive pela OMS, é mover-se pelo menos 30 minutos ao dia.

Por isso, optei por fazer exercícios funcionais e HIIT (treino intervalado de alta intensidade) dentro de casa TODOS OS DIAS, por pelo menos 15 minutos, além de sair de casa com o cachorro, ou simplesmente andar pelo quarteirão.

Usando a faixa para exercícios com braços e pernas | (Imagem acervo pessoal)
Lentamente voltei a pesar o que estava pesando em maio/ junho de 2017 em 4 meses, e já visto as 8 calças novamente. Mas, para que elas deixem de pegar onde me incomoda, sei que tenho mais um caminho pela frente, além de me alimentar melhor, não posso mais parar de me mexer.

Aplicativo Boa Forma 30 dias

Para me ajudar eu instalei o aplicativo Boa Forma 30 dias, e ele é ótimo porque o nível iniciante começa com 2 ou 3 minutos, até que no último dia você consegue fazer quase 20 minutos por treino.
Logo do Boa Forma 30 dias gratuito | (Imagem reprodução)
Tenho que confessar que é difícil manter o foco, instalei no fim de 2016 e recomecei algumas vezes os treinos, cheguei a fazer pilates junto em 2017 para potencializar. Depois que você pega o ritmo e vê que está diminuindo medidas, a força de vontade aumenta, ainda mais quando vê que não precisa realmente fazer academia para perder peso.

Aqui estão algumas telas do aplicativo, que tem versão gratuita e paga na Play Store e Apple Store:
Imagens de treino abdominal Boa forma 30 dias com propagandas | (Imagem de reprodução do app)
Os desenhos mostram como fazer os movimentos, a quantidade de repetições, e ele conta o tempo que você leva para executá-los. Caso tenha dúvidas, há como ver vídeos no Youtube explicando como é o exercício, o acho bem completo e terminei já os 6 meses para abdômen, e estou chegando ao fim de glúteos e pernas.

Eu também uso: colchonete, peso nas canelas e faixa elástica para fazer exercícios com o braço, utilizando a força do corpo - aprendi no pilates.

Decathlon

Em maio a assessoria da Decathlon me convidou para conhecer a nova unidade na avenida Paulista, mostrei AQUI. E como agradecimento eles me enviaram um press kit com o colchonete Domyos da Yoga Mat Club, que estou usando nas fotos, e a Toning Band (faixa elástica) nível médio também da Domyos - marca do grupo.
Na Decathlon eles dizem que o importante é mexer-se, por isso tem equipamento para quem faz exercício dentro e fora de casa, e para qualquer pessoa que deseja estar saudável.
Para quem quiser comprar o tapete ele está R$129,90 no site ou nas lojas físicas, e a faixa precisa saber o nível, a média está por R$29,99 também no site ou nas lojas físicas.

Conclusão

Eu faço minhas caminhadas e exercícios de fortalecimento muscular todos os dias, nem sempre consigo fazer os dois, mas notei que minha resistência física melhorou e as roupas começaram a servir melhor. Minha meta ainda tem um caminho pela frente, mas isso é cada pessoa que define.
O principal é: seu motivo para emagrecer tem que ser ficar saudável, longe de sedentarismo e doenças. Já o tipo de corpo que deseja ter, as medidas que quer alcançar é muito de cada um, estipule pequenas metas e valorize suas conquistas, passo por passo.
A gente come um monte em meses e não se mexe e isso reflete no corpo, para emagrecer temos que nos movimentar mais e comer menos, por um monte de meses também.
Procurem um nutrólogo para ajudar na dieta e na saúde, e antes de fazer exercícios em casa sempre façam alongamentos e se aqueçam, para evitar lesões.

No próximo post eu mostro como estou cuidando da minha alimentação.

Gostaram? Querem sabe detalhes de alguma coisa? 
Comentem!

Festival do Japão 2018

Desde sexta (20) até ontem (22) ocorreu em São Paulo no São Paulo Expo Exhibition, na rodovia dos Imigrantes, o 21º Festival do Japão, comemorando 110 anos de imigração japonesa. Conheço o evento de quando eu era adolescente e era bem menor do que é hoje, sempre posso compareço para ver coisas da cultura japonesa, danças tradicionais, arte e até o que anda rolando de novo por lá nos dias atuais.

Este ano o festival foi ainda mais especial para mim, porque consegui que o blog fosse reconhecido como imprensa, ou seja, o trabalho que faço falando também do que conheço sobre o mundo asiático foi reconhecido. Fiz uma cobertura pelos stories na sexta e sábado, tive muita gente respondendo e fiquei extremamente grata, aproveita e me segue também @vsusaki.

Marcas japonesas

O mais legal do festival é que ele traz marcas grandes e pequenas de origem e descendência japonesa, bom para quem quer conhecer mais e ainda fazer umas comprinhas tudo no mesmo espaço. O maior estande que tinha e que se situava logo na entrada do evento, e pela primeira vez, era a Ikesaki:

Estande Ikesaki no festival do Japão | (Imagem acervo pessoal)
Foi feita uma área de 3 mil metros quadrados, com um torii de entrada (portal que deseja boa sorte aos visitantes) e um túnel do tempo contando a história da marca que também se inicia com a chegada da família Ikesaki ao Brasil em 1934. 
Cosplays do estande da Ikesaki | (Imagem acervo pessoal)
 A rede de lojas foi inaugurada em 1970 e é uma das mais conhecidas e conceituadas em território paulistano, inclusive que também apoia as blogueiras de beleza da qual eu faço parte. Pena que não foi feito nada de especial ensinando a rotina de beleza das japonesas que está tão famosas quanto a das coreanas, ou ainda mostrar o tipo de maquiagem que elas usam.

Lojas japonesas conhecidas: Miniso, Sanrio, Hirota e Daiso | (Imagem de acervo pessoal)
Muitas marcas estavam com estandes vendendo produtos diferenciados, este ano vi mais mercados presentes, assim como as lojas de utilidades. A Hello Kitty representada pela Sanrio estava com um dos estandes mais fofos da feira.
 
Yakult, Azuma Kirin e Marukai | (Imagens acervo pessoal)
Entre as bebidas as mais conhecidas estava a Yakult e a Azuma Kirin, especialista em sakê. Já o Marukai é um mercado famoso na Liberdade que vende produtos japoneses importados e fabricados aqui. Os preços não estavam tão diferentes dos praticados nas unidades originais, mas a facilidade de encontrar as coisas com a proximidade, tornaram as compras atrativas.

Cultura japonesa

Havia muitas atrações para quem quisesse mergulhar mais nas tradições, oportunidades para estudar e trabalhar no Japão pela JICA,  aprender a língua pela Aliança Cultural Japonesa e muita arte com a cerimônia do chá, oficinas de dobraduras e escrita japonesa e uma área inteira destinada para terceira idade.
Cultura geek japonesa | (Imagens acervo pessoal)
Dentre os estandes estavam vários produtos para quem ama a cultura geek japonesa, com roupas, itens de uso pessoal e cacarecos inspirados em personagens de games, animes e mangás. 
Até as privadas japonesas já podem ser compradas para sua casa com o menu traduzido em japonês, pela quantia de R$2300,00.
O vasinho bonitinho do Groot estava por R$150,00, e os moletons com personagens a partir de R$99,00 na maioria das lojas.
As almofadinhas de sushi, onigiri e sashimi são da Komê e os preços variam por tamanho, o chaveiro mais barato saía por R$16,00.
Outra marca que aterrissou no Brasil há pouco tempo, e que é muito conhecida dos cosméticos japoneses de cuidado para a pele é a Bioré, mas faço post depois contando o que peguei e o que podemos esperar deles ainda por aqui.

Alimentação

Havia muitos estandes de comida lá, e acho que é o ponto alto da feira, onde podemos degustar as comidas mais conhecidas - principalmente por descendentes - feitas de diferentes formas pelas províncias japonesas. 
Os preços começavam com R$7,00 nas porções de 5 a 6 unidades de guioza ou nikuman, ou R$3,00 nos docinhos como dango e ichigo daifuku - morango enrolado no doce de feijão e coberto por moti.
Havia muito lamen, udon, yakisoba (pratos com macarrão) e variedades de frango e peixe. Já os pratos salgados variavam entre R$20,00 e R$25,00.
Minhas escolhas no sábado (21) | (Imagem de acervo pessoal)
Confesso que deixei de tirar foto de tudo o que comi, mas essas foram as escolhas com imagens: onigiri recheado com missô, porção de karague (frango frito e empanado) e guioza, lamen e sorvete de maçã de sobremesa.
Ainda comi tempurá de camarão, nikuman, choux cream e sonho - alguns comprados e levados para casa. 
O mais cansativo da feira eram as filas, sem dúvida. Fui na sexta para cobrir o evento pelo Instagram e vi a grande diferença em relação ao fim de semana, mas é ter paciência e ir com intuito de se divertir.
O Festival do Japão acontece todo ano em julho, é preciso checar as datas, os ingressos comprados online e antecipadamente costumam ser mais baratos, e há transporte gratuito do metrô Jabaquara até o local.

Alguém mais foi? Comentem! O que mais ficaram interessados?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...