Slide

Rotina de beleza com cuidados coreanos: passo 1

Olá! Para quem acompanha o blog sabe que estou devendo este post tem um tempinho, mas chegou o dia do primeiro da sequência.
Desde janeiro quando comecei a ver doramas - séries ou novelas asiáticas -  me surpreendi com a pele das mulheres, sempre com o rosto mais natural possível, mega liso e com aparência de toque macio. Quando decidi pesquisar para saber se isso era comum, descobri o incrível mundo asiático dos cuidados com a pele, com destaque especial para a Coreia do Sul. Mas, não falo nenhuma língua asiática, tirando meu pouco vocabulário japonês que se resume a cumprimentos e comida. 
Song Hye Kyo atriz comercial Laneige produto antiidade | (Imagem propaganda Laneige)
 Foi quando pesquisando mais eu cheguei ao livro The little book of Skincare da Charlotte Cho uma blogueira americana com descendência coreana. Ela simplesmente abriu minha mente sobre os cuidados com a pele, e fez a diferença na minha vida desde julho, quando comprei o livro.
Como o livro só tem em inglês e eu comprei a versão ebook, ainda não terminei de ler, por isso demorei um pouco para fazer esta série de posts, queria poder passar a maior parte de informação que eu conseguisse botar em prática, mas já que o pouco que tenho feito surtiu um resultado super positivo, e eu tenho testado todos os dias, posso falar melhor.
Minha pele está mais uniforme, uso menos maquiagem e o toque dela está aveludado, percebi com um mês dentro desta rotina.

A base da limpeza

Antes de tudo a Charlotte frisa que não há uma rotina de cuidados universal, é necessário que cada um de nós saiba conhecer a própria pele, seja indo ao dermatologista, ou observando e testando os produtos. Como eu sou pão dura e não gosto de arriscar quando se fala de pele, já me consultei com uma esteticista e descobri que meu rosto tem a pele normal a mista na zona T, mas a pele da maior parte das brasileiras é toda oleosa, então descubra como é a sua antes de começar.

Os asiáticos, coreanos principalmente, acreditam que a prevenção é a melhor forma de evitar problemas, então tratar da pele com carinho e retirando restos de maquiagem, protetor solar, cremes e quaisquer outros produtos faciais é o segredo de ter uma pele hidratada e prevenir o aparecimento de manchas, espinhas e linhas de expressão precoces.

Pele hidratada é a chave para uma pele jovem, aprendam isso e repitam sempre que precisarem. Logo, antes de hidratar a pele, ela precisa estar limpa para absorver a hidratação que vem de fora, por isso a base da limpeza é o óleo de limpeza, ou cleansing oil. Tá louca Vânia? Não, não estou e pratico isso todo dia, sou testemunha que funciona.

Como usar óleo de limpeza / cleansing oil

A Charlotte, formada em RP e também em estética, explica que muitos produtos que usamos na pele durante o dia têm a base oleosa, e que um sabonete de limpeza com base de água não consegue "puxar" todo o resto de produto dos nossos poros, por isso que o primeiro passo é a remoção usando um óleo de limpeza. Faz sentido, não faz?
Eles lavam o rosto 4x ao dia, porque esta base de óleo de limpeza + sabonete facial é para ser feita de manhã e de noite. Esta parte do ritual é chamada de double cleansing (limpeza em dobro) e se ela for feita corretamente, garante que os demais produtos usados posteriormente possam funcionar da maneira correta.

Na Ásia você pode encontrar este produto como óleo líquido e até em pasta, mas aqui no Brasil eu penei para achar. Acabei testando 3 produtos diferentes e que dá para comprar online, porque não faz sentido eu querer só produto asiático e vocês não terem acesso.

Estes dois eu testei em miniatura, até falei deles neste post dos favoritos, e a parte boa é que eles têm em versão miniatura, dá para comprar por um preço mais barato e ver qual se adapta mais com a pele de vocês.
Óleo vegetal Kálice da Inoar e Cleanse Oil da MAC | (Imagens de divulgação)
Se você estiver maquiada os dois óleos conseguem tirar a maquiagem, mas é preciso usar um algodão antes e esfregar o rímel e a parte mais grossa da pele, como base e corretivo. 
Já se você está apenas com o hidratante e protetor solar, pegue uma ou duas gotinhas do produto na palma da mão e com os dedos da outra mão vá pegando um pouco do óleo e fazendo movimentos circulares pelo rosto, ele deve estar seco.
No meu caso eu faço mais na Zona T que é onde se concentram meus poros mais abertos e cravos, o restinho do que sobra é que eu passo por todo o rosto.
Depois, molhe o rosto e continue a fazer movimentos circulares, no verdadeiro óleo de limpeza a água vai ficando esbranquiçada e ele vai derretendo conforme entra em contato com a água, isso acontece com o da MAC e com outro que eu uso e falarei logo a seguir. 
O da Inoar não derreteu, mas a textura dele é bem fina então foi fácil terminar de esfregar o rosto com ele. Na teoria qualquer óleo vegetal serve nesta parte da limpeza, mas eu sugiro que vocês comecem com estes que eu testei porque garanto que funciona, e é tão pouco que eles duram bastante.
Depois do óleo derreter, é hora de tirar o excesso dele mais as impurezas que ele retirou, com a espuma de limpeza do seu sabonete, que será o próximo passo e post.

Meu óleo de limpeza atual

Depois de testar o da Inoar e o da MAC em miniatura, eu fui atrás de uma versão maior e mais em conta, cheguei a mandar inbox para a própria Charlotte para saber se ela poderia indicar outra marca que não fosse coreana, ou que entregasse para o Brasil, e nem ela conseguiu me ajudar. Foi quando achei o óleo demaquilante da linha Camomila da The Body Shop com pump e com 200ml por R$81,00.
Óleo de limpeza facial The Body Shop | (Imagem de divulgação)

O único defeito dele é que com o tempo de uso o pump vai ficando oleoso, então tem vezes que eu nem aperto, só pego o excesso por fora e vou passando no rosto.
O preço em média do Kálice da Inoar é R$66,90 a embalagem com 100ml, já a miniatura que eu usei com 8ml pode ser encontrada por até R$10,00. O da MAC que eu ainda tenho o restinho é a versão de viagem com 30ml e custa R$69,00, já a versão de 150ml sai por R$153,00

Ainda quero testar os produtos da Ásia, mas ou eu compro direto de lá pagando em dólar e esperando meses, ou pago um preço meio absurdo nas lojas que importam, por isso decidi me virar com o que tenho por aqui. Lá mesmo na Coreia, segundo a Charlotte, as pessoas não são fieis às marcas, elas sabem que precisam seguir pelo menos os três primeiros passos de forma igual (óleo + sabonete + tônico) então vão testando as marcas que aparecem, e eles são tão exigentes que se ela não funcionar pode chegar a falir no mercado. Não importa se o produto lá é barato, médio ou caro TODOS funcionam, e mulheres e homens dão muita importância para os cuidados com a pele.

Fiquem de olho que semana que vem libero o passo 2 falando dos sabonetes de limpeza que testei com produtos brasileiros em conta. Aproveita e me segue no Instagram e Twitter @vsusaki, ajudem a crescer meu número nas redes sociais para que eu possa encontrar mais leitores que gostem do meu trabalho aqui no blog.
Até amanhã!
 

Desafios de home office

Olá! O post de hoje é para falar um pouco do meu dia a dia e como tem sido minhas rotina estes últimos dois meses, que também está influenciando nas postagens aqui do blog.
Para quem não sabe eu trabalho com textos sendo autônoma desde 2014, e uma vida de trabalhos esporádicos é instável, numa hora tenho serviço com prazos bem curtos, e em outras não tenho serviço algum. Desde 2016 quero voltar a ter um emprego fixo, mas com a crise as coisas ficaram piores, então continuei em busca de jobs para pagar minhas contas.
O que acontece é que trabalhar com textos exige criatividade, e quando termino o job nem sempre dá tempo ou me sobra energia para atualizar o blog, porque eu gosto de posts bem feitos e isso exige muito.
Então, como faço home office, vim dar as dicas que me ajudaram a tentar me organizar melhor desde o começo de outubro.

Priorize
 
O blog não me dá dinheiro o suficiente, então como os jobs de textos são meu ganha pão eu comecei a priorizar escrever os textos que tenho que entregar e que me pagam, do que focar apenas no blog. Essa decisão tirou um peso das minhas costas, mesmo com tristeza de me dedicar menos tive que fazer esta escolha para ter um tempo livre e poder me dedicar a outros afazeres, incluindo descansar.
Priorize as demandas e organize os prazos | (Imagem Zulily via Pinterest)
Dentro disto a organização é fundamental, tive que estabelecer um horário de trabalho (10hs-17hs) e avisar as pessoas que moram comigo sobre meus prazos e demandas, assim, tenho o respeito que preciso dentro de casa para realizar meu trabalho com tranquilidade.

Separe um espaço funcional

Aqui em casa o desktop com a monitor maior fica no quarto da minha irmã, onde também tem o ponto da internet principal. O monitor, CPU e a impressora ficam juntos numa escrivaninha antiga que era da minha mãe. Eu organizei as gavetas como quando eu trabalhava em empresa, numa tenho artigos de escritório e papelaria, com canetas, lápis, marca texto, papel sulfite e post it. Na outra, os cabos que uso para transferir arquivos do HD externo e celular.
Organize suas gavetas, tenha um espaço funcional | (Imagem @designcoza via Pinterest)
Por que isso fez a diferença? Porque assim vejo o local mais profissional e não preciso sair da mesa para ir atrás de caneta ou papel quando tenho que anotar algo importante, assim como numa empresa ou escritório.

Crie um ambiente de trabalho

Esta etapa eu ainda preciso criar melhor, mas é basicamente fazer com que a sua mesa transmita a seriedade do trabalho, você deve sentar-se nela e ver que aqui é a hora de levar o que está fazendo a sério porque é de onde sai o seu sustento. 
 
Espaço que pareça um ambiente de trabalho | (Imagem Dani Vasconcelos via Pinterest)
Quero colocar um calendário com compromissos, um relógio de parede e mudar a cadeira em que eu sento, e até pôr um apoio de pés, pode parecer bizarro mas a postura que ficamos na maior parte do dia influencia muito nossa saúde.

Vista-se confortável, mas tire o pijama

Esta é a dica mais difícil de seguir, ainda mais em dias mais frios. Porém, faz toda a diferença, isso te deixa preparada para atender o carteiro, sair para o banco se for preciso, ir direto para um compromisso. Não precisa de maquiagem em casa (a não ser que esteja testando um produto), mas estar com uma roupa que te permita sair faz o corpo parecer mais atento e disposto.
Look mais confortável com calça leve | (Imagem via Pinterest Tudo Oma)
O chinelo eu uso em casa mesmo, tanto porque é fácil colocar outro calçado quando for sair. Mas, estou tentando usar mais roupas comuns e deixar a camisola e a calça de moletom um pouco de lado.
Vestido confortável blusa e tênis | (Imagem via Pinterest)
E vocês? Quem mais trabalha em casa? Tem mais alguma dica para me ajudar? Espero que tenham gostado do post e que entendam minhas lacunas de frequência, se eu ver que não consigo mais postar de segunda a sexta, volto para três posts por semana. Aproveitem e sigam o @vsusaki no Instagram e Twitter, deem aquela forcinha para eu chegar logo aos mil seguidores.


Batom matte Ruby Rose duo

Olá! Tive um sumiço na semana toda, por conta do trabalho não consegui postar todos os dias, mas trouxe hoje resenha dupla.
Vou falar do lançamento do batom matte duo  da Ruby Rose com 36 cores diferentes, eu testei a 211 (nude) e a 219 (rosa) e vim mostrar o que achei para vocês.
Detalhes das balas batom matte duo Ruby Rose 211 e 219 | (Imagens de acervo pessoal)
Estes dois batons vieram no meu press kit da Ruby Rose da Beauty Fair, e embora sejam da mesma linha tem algumas diferenças que notei entre os dois.
No site da marca não diz nada sobre o modo de uso deles, no Instagram já vi as promessas que: não craquela, tem textura aveludada e tem maior durabilidade. Será que é isso mesmo?

Batom matte duo cor 211 (nude)

Testei esse primeiro e até mostrei no stories (@vsusaki) quando usei, porque gostei bastante do tom de nude e combina com várias maquiagens.
Eu cheguei a retocar três vezes ao longo do dia, porque quando eu comi ou bebi notei que o centro dos lábios ficou sem batom algum.
Detalhe parte líquida batom 211 Ruby Rose | (Imagem acervo pessoal)
Eu passei primeiro o batom em bala e depois o líquido, imaginei que sendo duo era para serem usados juntos, não é mesmo? Quando passei só o batom em bala já ficou uma cor bonita, mas ele saiu muito mais fácil da boca.
Porém, quando usei só o batom líquido a textura ficou meio grudenta, e também saiu mais fácil ao falar, comer ou beber.
Detalhes do batom 211 com as duas camadas | (Imagem acervo pessoal)
 Já quando passei a bala + o líquido a duração foi de quase 4 horas SEM COMER ou BEBER.
O cheiro dos dois lembra chiclete, mas bem suave. Gostei bastante da cor nude puxada para o marrom e usaria novamente.

Batom  matte duo cor 219

Esta cor eu usei pouco, devo confessar. Não porque não quisesse testar, mas ela não tem nada a ver comigo e para meu tom de pele achei meio "rosa cheguei". E mesmo sendo da mesma linha, acho que a fórmula deve mudar de cor para cor, porque tive alguns problemas com a 219.
Detalhe parte líquida batom 219 Ruby Rose | (Imagem acervo pessoal)
 Primeiro problema: ele não secou direito nos lábios, esperei uns 20 minutos e fui comer algo e saiu inteiro no garfo, até tingiu o arroz. Bizarro.
Segundo problema: fui lá e retoquei, não comi mais nada e senti que a parte líquida foi saindo bem fácil.
Terceiro problema: se eu não passava direito e com esmero, a parte líquida meio que "manchava".
Detalhes do batom 219 com as duas camadas | (Imagem acervo pessoal)
Conseguem perceber na foto? Mais para o centro achei que ficou um pouco manchado. Desculpe cor 219, eu realmente não me dei bem com você.

Considerações finais

Eu gostei bastante da ideia do batom duo, só veio essas duas cores então não sei se tive sorte ou azar com a 219. Sei que vou seguir usando a 211 porque deu tudo certo, mesmo que ela saia um pouco depois de me alimentar, são dois batons pelo preço de R$9,95 (segundo site da marca) então qualquer pequeno defeito é facilmente superado, certo?

Ainda tenho mais umas cores em batons bala e em tamanho mini que achei muito fofas para testar, mas daí leva um tempinho a mais porque são 5 cores.
Foi a primeira vez que usei maquiagem da Ruby Rose e estou adorando descobrir que dá para fazer boas makes por um preço mais acessível, eu tenho batons de outras marcas mais caras que têm pontos negativos similares a estes relatados, então não dá para dizer que é pelo preço.
Desculpem mesmo a demora para postar, mas espero que esta resenha tenha preenchido a lacuna.
Até semana que vem! o/


Máscaras faciais The Body Shop

No último post de novidades eu falei sobre alguns lançamentos da The Body Shop, dentre eles estavam as novas máscaras faciais - febre de beleza do momento.
Cada humilde potinho custa R$149, o que não é muito caro para ver de outras marcas, mas também não está a preço de banana, não é mesmo? Como sou fã da marca, e uso mesmo produtos deles, eu tinha certeza de que era coisa boa, mas ainda não podia investir o dinheiro em um potinho para testar, e ainda a marca ainda não me conhece tão bem assim para me mandar press kit.
Enfim, vejam as máscaras que testei de perto no sábado:
3 máscaras faciais The Body Shop | (Reprodução Stories @vsusaki)
Minha amiga resolveu entrar na loja do Shopping Center 3 (localizado próximo ao metrô Consolação) para comprar um presente de aniversário, enquanto ela escolhia os itens eu fiquei andando pela loja vendo as novidades e produtos de perto. Foi quando as vendedoras me informaram que a marca oferece serviços de cortesia aos clientes que desejam experimentar os produtos, um deles incluia essa limpeza de pele com a aplicação das novas máscaras, tudo de forma gratuita. E não só eu, mas as minhas duas amigas também aceitaram experimentar:
Testando as máscaras faciais | (Imagem acervo pessoal)
Eu mostrei todo o processo no stories, então segue lá @vsusaki para não perder em tempo real as novidades.
Cada máscara auxilia diferentes zonas do nosso rosto, a de carvão ajuda a balancear a oleosidade, por isso nós aplicamos na zona T, a de açaí é energizante, então aplicamos na região logo abaixo dos olhos para amenizar as olheiras e sinais de cansaço. E por último, mas não menos importante, a de mel ajuda a nutrir a pele, eu usei ali na região do queixo mais para poder colocar as três e ver o resultado depois.
Ficamos com elas no rosto por 10 minutos, na terceira imagem a máscara de carvão já está bem seca e cinza, ela quando aplica dá uma ardida, conforme seca vem a sensação de que está realmente puxando a oleosidade extra.
Depois de retirar as máscaras, veio todo um tratamento com cuidados The Body Shop.
Produtos para limpar e hidratar a pele | (Reprodução stories @vsusaki)
Usamos o gel de limpeza e o tônico facial da linha Seaweed, depois passamos as gotinhas maravilhosas do sérum antiidade da linha Drops of Youth e finalizamos com o sérum revitalizante de vitamina C da linha Skin Reviver - que eu gostaria de presente de natal.
O resultado foi esse, notem que estou apenas usando sombra e rímel, sem nenhuma base ou corretivo que elas tiraram para fazer a limpeza:
Resultado após tratamento The Body Shop | (Imagem acervo pessoal)
O que eu notei logo após a aplicação: pele macia e hidratada, com brilho natural. Antes de dormir, como eu havia tomado chuva eu lavei o rosto como tenho feito sempre com minha rotina coreana de beleza (não me matem eu vou fazer post sobre ela).
No dia seguinte pude perceber que os poros estavam menores na zona T e o algodão que uso com o tônico saiu sem nenhuma sujeira.
Claro que hoje, dois dias depois já tenho que voltar a minha rotina de limpeza normal, mas acho que as máscaras estão ajudando na manutenção sim, porque passei menos hidratante tanto no domingo quanto hoje.
Gostaria de agradecer às vendedoras Alessandra e Marcelly pelo atendimento maravilhoso, pela explicação e por transmitir o amor pelos produtos da marca que eu também compartilho.
Aqui vai uma fotinho delas se vocês quiserem conhecer para procurar quando quiserem ser bem atendidos:
Alessandra e Marcelly melhores vendedoras The Body Shop | (Imagem acervo pessoal)
Assim que eu investir em mais produtos da marca faço mais resenhas para vocês, mas acredito que é minha favorita em cuidados faciais pelo custo x benefício. Esta loja não é franquia é da própria marca, então não sei se essa oferta de serviços é da rede própria ou se os franqueados também fazem - pelo menos para mim, nunca ofereceram.
Espero que tenham gostado do resultado!
Até amanhã :)

Escova mágica Lizz Professional

Olá! A resenha de hoje é de um produto que tenho desde a Hair Brasil, mas demorei para fazer porque uso tão rápido quando quero desamassar o cabelo ou deixar os fios mais soltos, que esqueci de tentar modelar ou enrolar. A escova mágica da Lizz Professional é minha melhor amiga agora para cuidar do cabelo, e ainda a marca deu um desconto todo especial para quem era blogueira na feira e paguei menos de cem reais por ela.

Escova mágica Lizz Professional | (Imagem acervo pessoal)
Esta escova possui duas temperaturas, aquece até 200º C, não queima sua mão ou cabeça ao manusear, é muito prática de usar, leve e quando desligada é uma escova normal.
Vejam aqui meu cabelo hoje de manhã assim que acordei, ele estava com a marca de amassado atrás porque prendi ele úmido, e essa escova sempre me ajuda a tirar a marca e meu redemoinho do lado direito da cabeça.
Foto antes de passar a escova, redemoinho do lado direito e marca de elástico atrás do cabelo | (Imagem de acervo pessoal)
Eu sei que vocês devem olhar para o meu cabelo e me achar doida porque ele já é liso e tal, mas estou usando um outro produto que deixa os fios alinhados - conto semana que vem - e a escova mágica me ajuda a manter o cabelo mais soltinho e com mais balanço.
Para alisar eu apenas penteio meus fios com ela ligada na temperatura mais quente, eu sugiro que vocês desembaracem os fios antes com um pente fino. Em menos de 5 minutos meu cabelo fica liso assim:



Cabelos após pentear com escova mágica | (Imagem de acervo pessoal)
 Joguei o cabelo para o lado para distinguir o liso natural do liso "penteado", eu consigo manusear melhor os fios depois que passo a escova, inclusive até parece que é o efeito de uma escova normal - daquela que puxa os fios enquanto seca com secador.
 Agora a parte de modelar e cachear os fios é um capítulo à parte, eu só consegui fazer cachos mesmo no cabelo da mãe do meu namorado, pois no meu cabelo o cacho se forma, mas ele não fica. Mesmo passando fixador, vou mostrar como faço na foto abaixo:
Como faço os cachos no cabelo com a escova mágica | (Imagem acervo pessoal)
Eu giro a escova e desço com cuidado até chegar na ponta, o cabelo fica torcidinho que nem na foto acima, daí dá um tempo o cacho abre e faz uma onda, que também não dura. Mas, com o meu corte long Bob ele fica bonito como messy hair (cabelo desarrumado) e é até estiloso. Prometo que treinarei mais e usarei um ativador de cachos da Trés Emme da próxima vez para ver se ele fica mais modelado.
O meu resultado ficou assim:
Cabelos ondulados com a Escova mágica | (Imagem acervo pessoal)
Eu podia ter prendido o cabelo também e feito por partes e em mechas mais finas, porque quanto menor a quantidade de cabelo que a escova pega, maior definição o cacho terá. Porém, como tinha acabado de alisar ainda mais o cabelo, ia ser trabalho dobrado.
Aqui nesse vídeo a Denise mostra como ela faz cachos e ondas na ponta do cabelo dela usando a mesma escova:


Antes de falar que ela é mil maravilhas, vou apontar alguns pontos negativos:

- Ela esquenta bastante, mas não alisa o cabelo como uma chapinha, então quem tem cabelo bem enrolado não consegue tirar as ondas e cachos só penteando com ela. Se fizer uma escova e finalizar com ela, o volume deve diminuir, e serve para modelar as pontas para fora ou para dentro, mas efeito super liso não acredito que ela deixe - já testei no cabelo da minha irmã (fio grosso) e da mãe do meu namorado (fio mais fino e com química).
- Só pode usar esta escova nos cabelos secos, e eles precisam estar desembaraçados para não quebrar e nem enroscar nas cerdas.
- Inevitavelmente alguns fios enroscam nas escova, e é difícil de tirar, ainda mais quando enrosca na placa. Entre as cerdas eu costumo passar um cotonete seco para tirar sujeira, mas os fios que ficam presos só Deus sabe o que fazer com eles.

Mas, apesar dos pontos negativos eu super indico a compra desta versão da Lizz, o custo benefício é grande, é fácil de usar e de guardar, tem AQUI na minha lojinha da Ikesaki.
Gostaram do resultado? Deixem seus comentários, e me sigam nas redes sociais @vsusaki no Twitter e Instagram.
Até segunda!

Como usar: lingerie no look

Olá! Hoje vamos falar sobre moda, mas uma moda um pouco mais íntima que está querendo ser mais destaque nesse clima de primavera e verão, que é a da lingerie aparente.
Começou com os bodies na transparência, tops rendados e agora vale tudo o que estiver reservado só para você, mas que você possa mostrar um pouquinho para o mundo, mas claro que com elegância.
Grazi Massafera com top preto e blazer (Imagem de divulgação)
Para começar a usar sem medo invista em blusas mais cavadas, seja uma regata, um decote em V mais profundo, porque vai mostrar apenas uma parte da lingerie. Prefira também as mais compridas do tipo top, ou até mesmo um body. 
Juliana Paes com peças da mesma cor da lingerie
Outra dica bacana é combinar a cor da lingerie com o casaco ou blusa, assim a renda ou o tecido trabalhado vai parece uma extensão do que estiver por cima. Evite usar peças muito mais justas, para não parecer vulgar, ok? Um blazer mais solto, uma jeans boyfriend ou mom de cintura mais alta tudo para balancear a transparência com o detalhe da lingerie.
Sutiã com blusa transparente reprodução @isischiavon
Blusas transparentes são boas para usar com sutiãs mais trabalhados e cintura alta, assim como vestidos com veste ou um short hot pant.
Agora a maior parte das grandes marcas como Renner, Marisa, Riachuelo e C&A estão com opções ótimas e acessíveis, eu mesma comprei um por R$39,90 na Renner, assim que der bolo um look. :)
Sutiã colorido com detalhe de renda e camisa transparente (Reprodução @soraiacamargo_)
Não se esqueçam de me seguir também nas redes sociais @vsusaki no Instagram e no Twitter, assim como no Pinterest Zíper Chique por Vânia Susaki.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...