Slide

Batom Vult matte 09

Pulando um dia da semana, como vocês podem perceber, vim atualizar o blog com a resenha do batom mais mutante que já vi na vida. Quem acompanha o blog viu na resenha do batom número 15 que reclamei de querer encontrar o 9 e pensar que ele teria duas versões, porque nas fotos da Chata de Galocha, Lu Ferreira, o bendito era mega escuro e na embalagem e em outras fotos na internet, ele era mega claro.

Pensando nisso e querendo tirar a pulga atrás da orelha, fui tirar a dúvida com a própria Vult que me marcou na foto abaixo:
Batom Vult líquido 09 em vários tons de pele (Imagem Instagram Vult _cosmetica)
Foi então que notei que quanto mais escura for sua tonalidade de pele, mais claro o batom fica, e quanto mais clarinha você é, mas escuro ele fica. Visto que na foto não há nenhuma representante oriental, fui fazer minha pesquisa, e não encontrei ninguém, nem Joyce Kitamura, para resolver o mistério. Mas, antes vejam porque eu quis o batom na primeira foto que a Lu Ferreira postou:
Foto batom Vult líquido 09 na Lu Ferreira (Instagram @chatadegalocha)
Notem que a Lu deve ser branco leite, porque não tem nenhuma pessoa nas fotos da Vult que fiquem com esse fundo meio rosa escuro e queimado. Pensei até que ela tinha se enganado do número do batom, mas não, poderia ser a luz também. Então, veio a segunda foto dela:
Foto batom Vult líquido 09 na Lu Ferreira (Instagram @chatadegalocha)
Aqui ela está com outra roupa, e com uma luz de ambiente interno, e o bendito ficou ainda mais escuro e com uma tonalidade ainda mais maravilhosa. E se vocês virem a embalagem do batom não iriam nunca dizer que é o mesmo que está na boca dela. Feito todo esse 'esboço', agora vejam como ele ficou na minha boca, isso porque passei um pouco de pó para deixar os lábios mais claros:
Batom Vult líquido número 09 em mim (Imagem acervo pessoal)
E não ficou igual ao dela nem na primeira foto, e nem na segunda. Dentro de casa com uma luz mais clara eu ainda consigo vê-lo um pouco mais escuro, mas não chega nem de longe na cor que ela 'produz' com a pele dela. O que me deixou extremamente frustrada, já que queria aquela cor. E olhem a embalagem no close, a cor é mais clara do que aparece na minha boca.
Batom Vult líquido número 09 em mim (Imagem acervo pessoal)
E eu ainda acho que deu uma puxada muito maior para um rosa chiclete. Foi a primeira vez que vi tanta diferença em uma cor de batom, a própria resenha do batom número 15 me surpreendeu, na embalagem ele é mais jogado para um coral, mas na boca, ficava master pink. Acabei dando o batom para minha amiga, que conseguiu ficar com o tom similar ao da embalagem. Enfim, agora é usar a cor e esperar encontrar o tom de cima em uma batom que deixe todo mundo mais homogêneo, nada dessa disparidade aí.

Gostou da polêmica? Aproveita para me seguir nas redes sociais @vsusaki no Instagram e Twitter e Van_Ssk no Snapchat. Curte a página do blog no Facebook também, lá sempre tem novidades e dicas.

1 comentários:

  1. Não acho que exista polêmica, é só a lógica. Pra isso existem swatchs.
    Não curti muito a cor do batom, mas amo o acabamento matte.

    Me chama de Bella

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...