Slide

5 dicas de como praticar moda sustentável


Olá! O post de hoje vai falar sobre moda sustentável, vocês conhecem? É uma forma de lidar com o excesso que produzimos e não usamos em vestuário, e o descarte que isso acarreta em nosso planeta.
Não é preciso muito esforço para começar a praticá-la, mas exige que comecemos a prestar mais atenção na forma como compramos, onde compramos e o que fazemos com o que não usamos mais.
Vou dar 5 dicas em forma de perguntas estratégicas, que podem ajudar a melhorar um pouco a forma como você consome moda.

Blusas da Micolet | (Imagens de reprodução)
Por que você vai comprar esta roupa?

Não é apenas porque uma peça é bonita que você deve levá-la, ou porque está barata em promoção. Ela condiz com seu dia a dia? Você vai usá-la para trabalhar, estudar, fazer ginástica ou para lazer? A quantidade de vezes que pretende usar vai valer o preço?
Senão, as peças correm o risco de serem usadas poucas vezes e ficarem enfeitando sua gaveta ou armário. Roupa boa é aquela que é usada muitas vezes!

Suas peças combinam entre si?

Esse é o principal erro de quem compra muito e usa pouco: não conhecer as peças que se tem e comprar algo que combine com o que você quer usar, mas não combina com mais nada do que já tem.
O guarda-roupa precisa ser funcional, para gerar várias combinações e você poder usar tudo bastante e de formas diferentes. As peças devem combinar entre si, com cores, texturas, estampas e a finalidade.
Dividir o armário entre: peças para trabalhar (geralmente menos decotadas, mais elegantes e de tecidos mais finos), peças para passear (permite shorts, transparências, peças coloridas e divertidas, que tenham a ver com sua personalidade) e peças para algo específico como malhar, festas de gala ou eventos sociais.
Isso ajuda a saber o que precisa ser prioridade na hora das compras, e consumir melhor o que já tem.

Blazers da Micolet | (Imagens de reprodução)

Você conhece a marca que consome?

Há muitas notícias por aí que falam de grandes marcas que não respeitam o meio ambiente ou até usam de meios ilícitos na produção, se queremos aderir a moda sustentável a prioridade é escolher lojas que não façam desperdícios na produção, usem materiais sustentáveis e respeitem o meio ambiente.
Entre nos sites das marcas, procure mais sobre a forma de produção, dos materiais, como elas colaboram com o social e o meio ambiente. Muitas vezes, comprar de marcas menores neste meio incentiva também o empreendedorismo e a gerar mais renda e postos de trabalhos para novas ideias.

Você cuida das ruas roupas?

Minha avó sempre me dizia que investir em qualidade é melhor do que investir em quantidade. Se uma peça boa é bem cuidada, ela dura mais e a necessidade de trocá-la leva mais tempo.
Leia as etiquetas e a forma de como lavar e cuidar de cada roupa que tem, isso pode dar um trabalho, mas poupa dinheiro e recursos do planeta. Sabia que o jeans foi feito para ser lavado poucas vezes? Usar menos água e tratar melhor do que se tem é uma dica de ouro.
E se há peças que você se enjoou e ainda estão boas para usar, leve a uma costureira para customizar, assim a reforma sai mais em conta e você dá uma repaginada no que já tem. Mudar a cor de peças 100% algodão é outra ideia bacana que você gasta menos e ganha mais, como um casaco preto desbotado, uma calça branca que está amarelada, seja criativa.
Vestidos da Micolet | (Imagens de reprodução)

Como é o descarte que faz?

Eu costumo doar as peças que não uso quando compro algo novo, isso tira as roupas do fundo da gaveta e ajuda ao próximo. Há vários bazares que usam as roupas doadas para vender mais barato e arrecadar fundos para projetos sociais, como as Casas André Luiz, Exército da Salvação e etc.
Mas, se você quer ganhar uma grana com as roupas pouco usadas, ou nem usadas (muita gente tem peças com etiqueta dentro do armário) pode optar pelos bazares online, e que é uma forma de fazer a peça ter um ciclo de vida maior antes de virar trapo.
A dica desta vez está na Micolet que me procurou para falar um pouco da história deles na Europa e me inspirou a escrever este post.

“Líder na venda de roupas usadas em Espanha, começou como uma ideia de negócio sustentável, tornou-se sucesso e expandiu para Portugal, França, Itália, Inglaterra e Alemanha, a fim de consolidar o seu projeto com três anos de vida.
Ela oferece facilidade em colocar os artigos à venda e aposta num amplo serviço de atendimento ao cliente. Micolet recebe mais de 2.000 peças de diferentes marcas como Zara, Mango, Bershka, Stradivarius, Asos, entre outras na sua sede em Bilbao, Espanha.  A empresa recebe os artigos, passa, fotografa e publica para venda diretamente em seu site em um tempo curto e com preço competitivo, prolongando a vida útil de mais de 500.000 peças de maneira sustentável”.

Eles ainda não trabalham com entrega para o Brasil, mas é uma ideia bacana de comprar marcas tão queridas na Europa por um preço bacana e sendo mais sustentável. Se estiver com alguma viagem marcada para Portugal, Espanha ou alguns dos países em que o site trabalha, faça a compra antes, com calma, veja se a peça combina com o que você procura e peça para entregar no hotel, Airbnb ou casa de algum amigo. Vamos ajudar o mundo a fazer boas escolhas, gastar melhor e usar de verdade aquilo que compra.

Gostaram das dicas? Qual sua maior dificuldade em aderir a moda sustentável? Comenta aí!
As fotos foram retiradas do site da Micolet, para ajudar vocês a se inspirarem.

*Este post foi patrocinado

26 comentários:

  1. Muito legal e esclarecedor seu post, parabéns! E obrigada pelas dicas! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Podia só deixar sue nome da próxima :D

      Excluir
  2. Que dicas ótimas Van! Realmente uma peça bem cuidada faz toda a diferença e eu tenho um certo cuidado ao escolher as peças.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu se gosto de uma roupa tenho por anos, cuido muito bem

      Excluir
  3. Maravilhoso esse post, ando pensando muito sobre isso e sendo bem mais consciente em minhas compras.

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tô dando cada vez mais valor para meu dinheiro

      Excluir
  4. Love your review as always ))

    https://elenabienvenido.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Vân, achei as dicas ótimas! Eu compro roupa uma vez ao ano e olhe lá kkkkkkk. Só compro se realmente preciso! E faço como você, quando compro, saem peças do armário para irem para doação. Me sinto até mais leve fazendo isso!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro compra Pathy! Mas, nos últimos meses não ando me animando com peça nenhuma, ou acho caro demais pela qualidade, ou simplesmente acho as coleções horrendas. Essa vibe anos 90 de novo, tá péssima, então tô vendo bem antes de investir.

      Excluir
  6. Amei suas dicas, penso muito antes de comprar porque já fui muito consumista e isso me faz muito mal! Hoje penso duas vezes antes de comprar, pra ver realmente se vou usar e agora comecei a comprar algumas peças de brechó!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pegar roupas de marca cara em brechó vale muito a pena, porque elas não são mais caras a toa, a qualidade é geralmente superior.

      Excluir
  7. Realmente a qualidade é melhor que a quantidade. Gosto bastante de doar roupas que eu nem uso, sei que vai ajudar muito alguém. As dicas são fantásticas!

    It's Lizzie | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu faço doações, mais do que vender, também porque os bazares pagam pouco né? Se for para esperar alguém comprar, acho mais fácil doar ou até trocar roupas com alguém

      Excluir
  8. Amei demais as dicas.
    Beijinhoos. ❤
    http://lewestinblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Ótimas dicas!!
    Cuidar das peças é fundamental!
    Eu tenho roupas desde que eu era criança e estão todas em ótimos estado ;)

    https://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então o que está de parabéns é seu corpo, não as roupas!!!

      Excluir
  10. Adooorei o seu post! Desde antes da faculdade, eu não era muito de consumir várias roupas, até porque eu não usava muito. Depois da faculdade então, seria um pecado da minha parte. O consumo consciente é maravilhoso e é necessário, para não haver tanto desperdício. E a coisa que eu mais me preocupo hoje é cuidar bem das minhas roupas, lavando de forma certa e armazenando bem no guarda-roupa.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato delas combinarem bem entre si é importante, assim você vê menos necessidade ainda de fazer compras desnecessárias.

      Excluir
  11. Wonderful post, dear! ♥ I really liked it!
    Hugs ♥
    LIANA LAURIE

    ResponderExcluir
  12. I agree when shopping you've got to be sure what you're buying goes with the rest of your wardrobe pieces and that you'll wear it lots!

    www.fashionradi.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. But sometimes it's difficult going out to shopping and you don't find what you need, while the store has som many new options hahahah

      Excluir
  13. Eu procuro sempre pensar se preciso e gosto de combinar com o que já tenho. Também faço doação, aprendi isso com a minha mãe. Gostei muito da ideia dessa loja que você citou.
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nas novelas coreanas eu já vi que tem bairros que usam uma caixa de doação, você deposita lá o que não usa mais e os moradores de rua e pessoas pobre, podem pegar o que precisam de graça

      Excluir

Deixe seu comentário, e obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...