Slide

Os melhores alfajores de Buenos Aires

Oi gente, tudo bem? Para quem acompanha o blog e minhas redes sociais (@vsusaki Insta/Twitter) sabe que fiquei de 25/11 a 1/12 em Buenos Aires na Argentina. Minha ideia é fazer dois posts temáticos, este falando dos alfajores e outro indicando alguns passeios que fiz, porque não comprei nada de diferente na viagem.
Em compensação, engordei até 1kg porque comi alfajor e doce de leite todos os dias em que estive por lá e valeu cada grama. O post é minha opinião, sei que existe gosto para tudo, mas eu peguei indicações, fui experimentando algumas marcas e trouxe para casa todos estes alfajores da foto - também trouxe Havana, mas como a rede existe no Brasil achei que não precisava de resenha.
Alfajores de Buenos Aires | (Imagem acervo pessoal)
Muitas pessoas vão para Buenos Aires como primeira viagem internacional por diversos motivos como: nosso dinheiro vale mais por lá, a viagem em si não é longa (cerca de 2h30) e em poucos dias você conhece os principais pontos turísticos. Mas, eu não estava contando com uma inflação bem grandona, meu namorado disse que estava cerca de 30% quando fomos, ou seja, com uma boa cotação de quase 5 para 1 os preços estavam equivalendo, (aqui com São Paulo) como fui com um orçamento de R$150 por dia, decidi investir o que sobrasse com alfajores e doce de leite.
Alguns amigos meus indicaram o Jorgito e o Cachafaz, que são encontrados facilmente em lojas pequenas chamadas de 25hs, que vendem de tudo um pouco como café, chocolate, cigarros, bebidas e souvenirs.
Cheguei a comer um caseiro (no restaurante San Juanino) que foi o melhor da viagem, mas não dava para trazer. Então dica 1, quando for para Argentina e tiver oportunidade, peça um alfajor caseiro. Eles são mais recheados e com as camadas mais finas, uma delícia.
Cachafaz alfajor | (Imagem acervo pessoal)
Alfajor Cachafaz: talvez este seja o maior concorrente do Havana, tem loja em shopping e também vende outras coisas além de alfajor, como doce de leite, panetone, etc. Foi um dos mais indicados pelas pessoas, assim como foi o mais caro, nesta caixa com 6 unidades paguei 114 pesos, o equivalente a R$23 mais ou menos. Eu amo alfajor, então todos estavam ótimos, mas pensando em pessoas que não gostam, ele tem aquele gosto clássico com uma espécie de essência de laranja na massa que se assemelha ao panetone (que é comum a maior parte das pessoas não gostarem) o que pode fez ele perder o posto do melhor dos três que eu trouxe.
A parte boa é que esse é o clássico com chocolate e doce de leite, mas há outras versões com coco, mousse e chocolate branco, além de uma versão com farinha de arroz para quem é celíaco - e que eu me arrependi de não ter experimentado para saber se era boa.
Alfajores Abuela Goye | (Imagem acervo pessoal)
Alfajor Abuela Goye: esta marca é muito boa, a loja é aconchegante e eles vendem outros doces além de alfajores, como ramas de chocolate, sorvetes, doce de leite e acho que panetone também. Eu experimentei o tradicional com chocolate meio amargo e doce de leite, que é o melhor para mim e também tem pouco gosto de essência de laranja ou mel, e provei outro com recheio de geleia de frutas vermelhas com chocolate branco, mas que perde a graça porque não senti gosto de muita coisa.
Não lembro o valor de tudo, sei que a unidade do alfajor saiu quase R$5, tem que ver o preço no Brasil agora.
A caixa vem 6 mini alfajores e é um dos regalos (presentes) que a loja indica para trazer de recordação. Quando fui escrever este post eu descobri que a marca está no Brasil em 6 cidades, menos em São Paulo. Então se alguém for minha fã e leitora e more no Rio de Janeiro ou Campinas pode me enviar os outros sabores aqui para casa?
Alfajores Jorgito | (Imagem acervo pessoal)
Alfajores Jorgito: e estes são os ganhadores da minha lista! Além de comprar para casa, ainda comprei para comer por lá e eles são ótimos, desde o gosto que é bem balanceado e quase não tem a tal da essência, são bem macios e eu gostei dos dois sabores que trouxe o tradicional (embalagem vermelha e dourada) e os açucarados (embalagem azul).
Os pacotinhos com 6 mini alfajores eu paguei 33 pesos, mais ou menos R$6,60, já a caixa com 6 tradicionais maiores foi 63 pesos ou R$12,70, e que serviu como lembrança da minha viagem para alguns amigos. 
Nas lojas 25 horas os preços são um pouco mais caros na unidade, o que fizemos foi encontrar as lojas maiores do Carrefour e comprar os alfajores por lá.
Jorgito de açúcar detalhe recheio | (Imagem acervo pessoal)
Esta última é foto da maldade mesmo, mas é em detalhe. A massa não é tão farinácea como alguns daqui são, o doce de leite é menos doce e com um gosto mais caramelizado, você fica viciado.
Esperem semana que vem o post com os pontos turísticos que visitei, se quiserem posso falar de valores das passagens e hotel também.
Até sexta!

6 comentários:

  1. Quando eu fui para lá, ainda comia glúten e fui doida comprar o Havana. Depois de muito comer alfajor, dei de cara com uma loja da Abuela Goye e pensa em uma pessoa que comprou tanto, mas tanto alfajor para a família toda que acabou comprando uma mochila. Eu simplesmente amei e claro que trouxe pra casa.
    Os outros eu não cheguei a experimentar hehe
    🎄
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito em você, só não trouxe mais porque o orçamento foi limitado. Mas apaixonei nesses alfajores 😍

      Excluir
  2. Que vontade de devorar tudo!
    Beijos

    primaveraagridoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai nem me fale, jaquei na dieta hahahah

      Excluir
  3. Nossa que delícia!!
    Esse post é pra fazer os leitores sofrerem hein? Eu sou apaixonada por alfajor mas nunca comi de Buenos Aires, já quero!

    PS: Seguindo, retribui?
    Visite: http://papeldeouro2016.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah mas Gio tem alfajores bons por aqui também, o Havana e Abuela Goye já estão no Brasil :)

      Excluir

Deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...